Ictus

  Ictus (do latim: golpe, pancada) é uma palavra que para mim representa fluidez. Em seu sentido bíblico (do grego); “peixe” me disseram. Que de fato não era o que eu tinha em mente quando pensei no que representaria a produtora; nem mesmo observei o sentido na medicina que representa um ponto onde se pode sentir o pulsar do coração: Ictus Cordis; a doença Ictus ou o sentido na poesia: “um modo de indicar uma silaba acentuada”.

  A verdade é que eu quis representar o aspecto maléavel da música e a concentração antes da primeira nota, que foge a mecânica de um metrônomo, a fluidez durante a música que vem a definir o tactus, o tempo e a eleva ao patamar de arte. “The beat before the music”, a batida (a respiração silenciosa) que antecede a música, é como a calmaria antes da tempestade ou a pausa antes do salto, um aspecto muito importante que regentes utilizam largamente. Foi assim que pensei a produtora, um espaço onde o som ganha impulso e acontece.

  “A batida e a ingestão preparatótia de ar que estabelecem tempo, caráter , estilo e poder. O impacto desse evento preparatório é fundamental, amplamente empregado na ópera, a preparação auxilia especialmente cantores e instrumentistas de sopro a preparar a entrada e qualidade de som que esses instrumentos exigem. A batida preparatória , dada simultaneamente, aparece metricamente no ponto de máxima utilidade, conduzindo a um padrão de tempo. Não pode haver uma regra fixa para a colocação métrica de tais eventos preparatórios , pois eles são específicos a cada peça de música. Scherchen , Rudolf , Leinsdorf e muitos outros têm escrito sobre como começar uma peça que começa em um ponto métrica estranho ou irregular. Há sempre mais do que uma solução prática para um problema tão grande , mas qualquer remédio irá normalmente se encontram dentro da província do próprio padrão de batida.

  No decorrer do século 20, os mecanismos de pulsação se tornaram largamente padronizados e entendidos por músicos no mundo todo. Tactus representa a ideía de um padrão central de batida regular e identificável. A noção de ictus é colocar dentro desse padrão pontos de batida visíveis que articulam esse pulso e dão algum guia para a personalidade da música. Isto é conseguido de várias maneiras , tais como um salto da mão, movimento do pulso; a sua estagnação e liberação ou a subida e descida da própria batuta. O ictus de um Legato de Wagner é profundamente diferente do de um staccato Skryabin.”

Leave a Reply